Em Minas, funcionário público é demitido após roubar notebook do trabalho para pagar programa com travesti

Com o objetivo de assegurar o pagamento de um programa sexual com uma travesti, um funcionário público, de 45 anos, é suspeito de furtar um notebook do seu local de trabalho em Poços de Caldas, no Sul de Minas.

De acordo com o jornal Estado de Minas, o homem, que não teve a identidade revelada, furtou o objeto do Centro Pop, local da prefeitura destinado a pessoas em situação de rua. Segundo a Polícia Civil mineira, o crime aconteceu durante a madrugada do último domingo (02/05), quando o homem, aproveitando-se do acesso facilitado ao local, teria entrado no espaço, por volta das 4h, e pegado o equipamento, que já foi recuperado pela polícia. Conforme a publicação, o objetivo era oferecer uma garantia de pagamento à travesti, já que ele, após a relação sexual, disse não dispor do valor de R$ 800 cobrados pelo programa.

Tanto o rapaz quanto a travesti prestaram depoimento à polícia. Ele responderá pelo crime de peculato, por ter desviado um patrimônio público. Ao Estado de Minas, a Secretaria de Promoção Social da Prefeitura de Poços de Caldas explicou que o funcionário foi dispensado.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!