Homem fica incomodado com beijo de casal gay e ameaça chamar a polícia em bar do Distrito Federal

Um professor da Universidade de Brasília (UnB), de 37 anos, alega que foi alvo de homofobia, no último domingo (15/05), no Deboche! Bar, localizado em Brasília. De acordo com ele, que pediu para não ser identificado, um cliente que estava no local teria se incomodado ao vê-lo beijar o seu companheiro.

O professor relata que estava no bar com amigos, aproximadamente às 19h de domingo, onde acontecia uma roda de samba. “Eu estava cansado de dançar e falei para os meus amigos que iria sentar um pouco com o meu parceiro. Aí, eles ficaram um pouco mais longe, e nós fomos sentar. Como só tinha uma cadeira, ele sentou no meu colo, e a gente se beijou”, disse ele ao portal Metrópoles. Um pouco depois, o homem percebeu que tinha uma movimentação ao seu redor. “Fui lá ver o que estava acontecendo, porque meus amigos estavam com uma cara séria. Foi quando soube que um homem da mesa ao lado havia chamado minha amiga para ela pedir que a gente parasse de se beijar porque estava incomodando ele”, conta.

Amiga da vítima, a nutricionista Carolina Abreu, de 25 anos, testemunhou o momento. “Ele estava com o parceiro dele, que é nosso amigo também, e este senhor se aproximou e falou diretamente comigo para que eu pedisse que eles parassem, imediatamente, de se beijar. Disse que ele não queria que a filha dele visse isso, mas ele estava sozinho lá”, relata ao portal. Coroline, no entanto, negou o pedido do rapaz. “Foi quando esse senhor voltou com três seguranças, dizendo que estava incomodando, que era para parar. Ameaçou ‘enfiar a mão na cara’ de um amigo meu e disse que, se eles continuassem, iria chamar a polícia.

Quando o educador da UnB entendeu a situação, acionou a polícia. Carolina disse que mesmo com os militares no bar, o homem continuou exaltado. De acordo com o professor, o Deboche! Bar prestou apoio ao casal vítima de homofobia naquela noite. Em nota, o estabelecimento repudiou o acontecimento e disse que “condena qualquer tipo de ação preconceituosa e/ou intolerante”. Todos os envolvidos foram para 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), onde foi feito um boletim de ocorrência contra o suspeito, que não teve o nome revelado pela Polícia.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!