“Homens se preocupam mais em não virarem piada do que em amar e ser amado”, desabafa mulher trans

Conversamos com Ariana no estúdio do Pheeno! A carioca de 26 anos é mulher trans e demorou um pouco para começar sua transição, além de sofrer bastante, de tanto falarem para ela que não era necessário, que ela iria se arrepender depois. Ela, que sonha um dia desfilar numa passarela, revela que o mercado de trabalho é uma das coisas mais complicadas, porque por mais que você seja apta, é rejeitada por ser trans: “Empresa levantam a bandeira LGBT+, mas não dão oportunidade, que é o que precisamos”. Na vida amorosa, Ariana desabafa que homens dificilmente chegam buscando de relacionar.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!