Cantora gospel Bruna Karla diz que casamento gay é “caminho de morte eterna”: “Condenados ao inferno”

A cantora gospel Bruna Karla virou alvo de críticas na internet nesta quinta-feira (16/06) em razão de comentários homofóbicos feitos por ela em dezembro de 2021. Em entrevista ao podcast de Karina Bacchi, a artista fez declarações ofensivas sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo e ainda mencionou que homossexuais estão “condenados ao inferno“.

Teve um amigo que me perguntou: ‘Bruna, quando eu me casar, você vai no meu casamento?’ e eu olhei para ele, fui bem sincera e disse: ‘Ah, quando você se casar com uma mulher linda e cheia do poder de Deus, eu vou, sim‘”, afirmou a cantora gospel. “E ele falou assim: ‘Você sabe que não é isso que eu tô perguntando’. Estou falando de um amigo, homossexual, que a gente tem essa liberdade. E eu falei que o dia que eu aceitar cantar no seu casamento com outro homem, eu posso parar de cantar sobre a Bíblia e sobre Jesus“, continuou.

Ainda na entrevista do fim do ano passado, Bruna comentou. “Aos meus amigos, meus ouvintes homossexuais, o que Deus tem pra sua vida é libertação, algo que ele sonhou pra você. Então receba todo o meu amor, meu respeito, porque Jesus não sonhou isso pra você“. A cantora disse ainda que esse é um “caminho de morte de eterna”, “inferno” e “condenação eterna“.

Vale lembrar que em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que declarações homofóbicas podem ser enquadradas no crime de racismo, com pena de 1 a 3 anos, podendo chegar a 5 em casos mais graves.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!