Austrália pode ser um dos primeiros países do mundo a eliminar transmissão do HIV graças à PrEP

Após estudo de 10 anos, a Austrália pode se tornar um dos primeiros países a “virtualmente eliminar” as transmissões de HIV, com novas infecções diminuindo drasticamente. As descobertas, publicadas no Lancet HIV, mostraram que as infecções pelo HIV diminuíram 66% entre 2010 e 2019 em Nova Gales do Sul e Victoria, enquanto houve um aumento de 27% no número de pessoas com acesso a tratamento eficaz para o HIV.

O aumento do acesso ao tratamento do HIV e à PrEP (profilaxia pré-exposição) – o medicamento que impede uma pessoa de contrair o HIV – foi citado como um dos principais motivos para a diminuição das transmissões. A revista também endossou a estratégia de saúde pública “tratamento como prevenção”, explicando que o tratamento do HIV “resulta na supressão viral do vírus HIV”, o que reduz a zero o risco de uma pessoa transmitir o HIV para outra pessoa.

“Examinamos 10 anos de dados clínicos de mais de 100.000 homens gays e bissexuais em Nova Gales do Sul e Victoria”, disse Denton Callander, que liderou a pesquisa no Instituto Kirby da UNSW, à Universidade de Nova Gales do Sul: “Descobrimos que, com o tempo, à medida que a supressão viral aumentava, a incidência do HIV diminuía. De fato, cada aumento de ponto percentual no HIV tratado com sucesso resultou em uma diminuição de cinco vezes em novas infecções, estabelecendo assim o tratamento como prevenção como uma poderosa estratégia de saúde pública.”

“A Austrália está a caminho de se tornar um dos primeiros países do mundo a praticamente eliminar a transmissão do HIV”, disse o professor Denton. “Os resultados desta pesquisa mostram que mais investimentos no tratamento do HIV – especialmente junto com a PrEP – é um componente crucial para a eliminação do HIV.”

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!