Crianças LGBT sem apoio da família tornam-se adultos infelizes, diz estudo

REINO UNIDO – Pesquisa realizada para Just Like Us, instituição de caridade para jovens LGBT+, que examina os desafios desproporcionais que jovens queer enfrentam em casa, na escola e no início de sua vida profissional, revelou que falta de poio na infância LGBT pode gerar adultos infelizes. O relatório Positive Futures entrevistou 3.695 pessoas de 18 a 25 anos em todo o Reino Unido.

“Apoio” é definido no estudo como a combinação de uma série de fatores, incluindo se as pessoas estão afastadas de suas famílias, como a escola fala sobre pessoas LGBTQ+ e se elas tiveram algum modelo LGBTQ+ em sua vida quando jovens.

O grupo sem apoio tem menos probabilidade (41% em comparação com 89%) de se sentir bem consigo mesmo, quase quatro vezes mais probabilidade de “raramente ou nunca” se sentir próximo de outras pessoas e ainda mais propenso a sentir vergonha de sendo LGBTQ+, impressionantes 41% em comparação com apenas 9%.

No final da idade adulta, 42% das pessoas pesquisadas que não tiveram apoio na juventude “nunca ou raramente” se sentem otimistas em relação ao futuro. Esse número é significativamente maior do que aqueles de origens apoiadas que se sentiram da mesma maneira. Jovens adultos sem apoio também tinham metade da probabilidade de se sentirem confiantes de que encontrariam um parceiro para a vida.

Em termos de saúde mental, aqueles que vêm de contextos sem apoio também tiveram quase o dobro de probabilidade de ter pensamentos e sentimentos suicidas (85% em comparação com 39%), automutilação (71% contra 33%) e eram mais propensos a ter sofrido ataques de pânico e depressão – 60% e 82% em comparação com 28% e 42%, respectivamente.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!