Pilota se torna primeira comandante trans da Argentina

ARGENTINA – Essa é a primeira vez na história da companhia aérea Aerolíneas Argentina que uma mulher trans comanda um avião. Traniela Carle Campolieto, que possui mais de 13 mil horas de experiência no ar, pousou o voo de sua companhia no Aeroporto Internacional de Miami (EUA). Seria um voo de rotina, se não fosse por um detalhe: foi pilotado por uma mulher trans.

“Lembrarei desse dia para sempre. Obrigada a todos que tornaram isso possível. É um orgulho imenso para mim fazer parte da luta para ter uma sociedade cada vez mais inclusiva, diversa e tolerante”, escreveu Traniela em seu perfil no Facebook com uma foto da tripulação do Airbus A330-200, aeronave que dirigiu até a cidade dos Estados Unidos.

Traniela está na aviação há 24 anos e é comandante internacional há 11 anos. Ela exerceu a função de piloto do exército argentino, onde alcançou o posto de segundo-tenente, e só então migrou para a aviação comercial, onde pilotou todos os aviões da Aerolíneas Argentinas como copiloto tendo uma das maiores pontuações dentro da empresa.

No último dia 23 de maio, quando teve que embarcar no voo para Miami, ela o fez pela primeira vez com sua nova identidade de gênero. “Exercendo a profissão que tanto amo”, escreveu em suas redes. Traniela também faz parte da Comissão de Diversidade da Associação Argentina de Pilotos de Linha Aérea.

Os jatos A330 que ela pilota são os maiores na frota da Aerolíneas. Na alta temporada a aeronave é usada em voos de Buenos Aires para o Brasil. Até onde se tem notícia, Traniela é a primeira mulher trans a exercer a profissão de Piloto de Linha Aérea no país e provavelmente a primeira do continente, sendo um marco para a causa LGBTQIA+.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!