André Valadão incita fiéis a matar gays durante culto: “agora é com vocês”

Durante uma pregação dominical na igreja Lagoinha no último final de semana, em Orlando, nos Estados Unidos, o pastor bolsonarista André Valadão atacou novamente a população LGBT. O simpatizante do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que se Deus pudesse, “matava tudo”. Esse novo discurso surge após polêmica de post no dia do orgulho em que ele dizia que “Deus odiava o orgulho”.

Durante mais um de seus cultos, o “pastor” comete novamente crime de LGBTfobia ao incitar ódio contra LGBTs. Aos berros, nervoso e sempre com tom de ameaça, dessa vez ele falou claramente que deus poderia matar a todos, mas que “essa aceitação aos LGBTs foi concedida” e que agora Deus não poderia fazer mais isso, então, a ação estaria nas mãos dos fiéis.

“Agora é a hora de tomar as cordas de volta e dizer: não, não, não. Pode parar, reseta”, disse o pregador. “Ai Deus fala: Não posso mais. Já meti esse arco-íris aí. Se eu pudesse eu matava tudo e começava tudo de novo. Mas prometi para mim mesmo que eu não posso. Agora tá com vocês”, diz Valadão jogando a responsabilidade “de matar todo mundo” para os fiéis.

Segundo o apoiador do inelegível, Deus deixou o trabalho sujo para nós: “Tá com você. Vamos para cima, eu e minha casa serviremos ao senhor”, dizendo em metáforas que a “missão” de combater e confrontar pessoas LGBTs está nas mãos dos evangélicos de sua igreja.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!