“Conheço pastor que faz coisas que nem o diabo sabe”, dispara Nany People sobre religiosos

A veterana Nany People, de 58 anos, analisou a nova geração de artistas LGBTQIA+ no Brasil e destacou o crescimento da oferta de trabalho para mulheres travestis na dramaturgia nacional. Em recente entrevista à revista Veja, a atriz fez uma análise do atual panorama do mercado de trabalho audiovisual e falou sobre o novo espetáculo que vai estrear nesta semana.

Acho que não só aumentou [o número de travestis], como agora a gente tem conseguido respeitabilidade até no próprio ambiente de trabalho. Fiz cinco audiovisuais em menos de seis meses”, analisou ela. “Fiz um filme que chama Vai ter troco, onde faço uma empregada desconstruída. Fiz Um dia cinco estrelas, onde faço uma mãe cis… O mercado se expandiu muito. Estamos sendo vistas, ouvidas e respeitadas, embora o caminho seja longo”, comentou Nany para a revista.

Ainda na entrevista, a atriz aproveitou para criticar a votação no Congresso que pretende proibir o casamento homoafetivo no Brasil. “Isso é cortina de fumaça que a bancada evangélica levanta, sobre a moral da lei dos bons costumes. Te garanto que conheço muito pastor evangélico que faz coisas que nem o diabo sabe fazer. Então fica essa cortina, de voltar atrás de uma coisa que é constitucional. E tentar mexer nessa lei é como dizer que racismo não existe. Você fere diretamente o direito de ser, estar, permanecer e ficar numa sociedade. Nem eles são padrões de exemplo. Eles fazem isso para distrair a população de coisas muito mais importantes que temos que pensar”, concluiu Nany.

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!