Ator de “Saltburn” afirma que não usou pênis falso no filme: “repeti a cena pelado 11 vezes”

A diretora vencedora de Oscar Emerald Fennel está em alta por conta do seu aclamado filme “Saltburn”, no qual ela surpreende o público com uma narrativa eletrizante e, claro, cenas inusitadas de sexo. O filme reúne sadismo e erotismo de forma nada convencional e a nudez explícita do ator Barry Keoghan, que interpreta Oliver Quick, não chamou a atenção do público apenas pela performance, mas por ser absolutamente real.

“Era totalmente o certo”, disse o ator irlandês ao portal Entertainment Weekly, já conhecido por filmes como “O Sacrifício do Cervo Sagrado” e “Os Banshees de Inisherin”. “É sobre propriedade. Este é o meu lugar. Confio totalmente nisso, pensei ‘posso fazer o que eu quiser nesta mansão, posso ficar completamente nu e valsar por aí porque isso é meu’, foi divertido”, revela sobre a cena final em que dança pelado por todo o set.

Keoghan revela também que estava um pouco hesitante no começo das gravações da cena, mas que tomou a situação para si: “No começo, era sobre eu estar sem roupa. Mas depois da primeira tomada, eu estava pronto para continuar”, afirmou o ator, que contou que a cena foi gravada 11 vezes: “Você meio que esquece, porque se cria um ambiente tão confortável que te dá aquela liberdade de pensar”. O ator também comentou a cena em que “transa” sobre a cova do corpo recém-enterrado do amigo.

“Para mim, não era sobre transar com o túmulo, era mais sobre não saber o que fazer com essa obsessão; ela me confunde e me desumaniza, de certo modo”, diz o ator. “Foi uma descoberta total para ele, eu acho. E foi triste. Muito, muito triste”, define. O filme fala sobre Oliver Quick, um jovem que sofre para se enturmar com os colegas endinheirados na Universidade de Oxford, mas tudo muda quando ele faz amizade com Felix Catton, um dos alunos mais ricos do lugar.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!