Mapa Drag: Plataforma profissional que faz mapeamento de artistas drags ganha ampliação

Movimentar a economia criativa e a cadeia produtiva, além de encurtar o caminho entre as Drag Queens/ Kings e artistas transformistas e pessoas e empresas interessadas nas ações profissionais e artísticas desse grupo de artistas é a principal finalidade do primeiro MAPA DRAG do Brasil. A plataforma digital gratuita idealizada pelo Coletivo Acuenda, da Zona Leste da capital paulista, completa um ano de sucesso com ampliação das áreas mapeadas.

MAPA DRAG é o primeiro do Brasil a realizar um mapeamento das Drag Queens/Kings e artistas transformistas brasileiras. A plataforma entrou no ar em fevereiro de 2023 com 80 artistas cadastradas. Em um pouco mais de um ano já soma 300 profissionais das regiões Leste e Sul de São Paulo, além da região do Alto Tietê.

Agora, o projeto, que contemplado pela 8ª edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da Cidade de São Paulo da Secretaria Municipal de Cultura e comemora os 10 anos do Coletivo Acuenda, começa a mapear as Drag Queens/Kings e artistas transformistas das regiões Oeste, Norte e Centro da cidade de São Paulo.

Para os primeiros cadastros do MAPA DRAG, os integrantes do Coletivo Acuenda entraram em contato com mais de 600 artistas de diversas regiões do Brasil e também do exterior. Bruno Fuziwara, ator e um dos fundadores do Acuenda, explica que não foi fácil mapear as primeiras profissionais, mas conseguiram formar uma rede que divulgou muito o projeto. “Dessa vez estamos inovando, mais uma vez, e chamamos três Drag Queens já reconhecidas na cena artística para ajudar: Gysella Popovick (Zona Norte), Drag Tiffany (Zona Oeste) e Tchaka (Centro)”, completa ele.

De forma objetiva, o MAPA DRAG possibilita que as Drags e as artistas transformistas possam ter um perfil com três fotos, uma descrição sobre o seu trabalho, área de atuação e disponibilidade e sua rede social mais usada. A partir de então, pessoas físicas e empresas poderão encontrar, solicitar e contratar o trabalho artístico de acordo com o perfil desejado. As categorias para cadastro no Mapa Drag são diversas, como comediante, apresentadora, bailarina, maquiadora, cabeleireira e performer, entre outras.

Em formato totalmente digital, o Mapa Drag localiza as artistas de múltiplas maneiras, como por regiões, bairros e categoria profissional. Os dados recolhidos para registro, até então inexistentes na cidade de São Paulo, poderão criar novas possibilidades e estatísticas para o setor cultural trazendo instrumentalização e capacitação para essa classe artística.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!