Aos 81 anos, morre Orlando Almeida, idealizador e organizador do evento Miss Rio de Janeiro Gay

A comunidade LGBTQIAPN+ carioca está de luto. Morreu nesta quinta-feira (16/05) o idealizador e organizador do evento Miss Rio de Janeiro Gay, Orlando Almeida, aos 81 anos. A informação foi confirmada por amigos próximos de Orlando, que lamentaram a morte do produtor nas redes sociais.

“É uma perda para essa galera que curte esse tipo de concurso porque era ele quem produzia”, lamentou a drag queen Eula Rochard em conversa com o Pheeno. “E agora, quem é que vai produzir o Miss Rio de Janeiro Gay? Quem é que vai alugar uma quadra de escola de samba? Quem é que vai arrecadar dinheiro? Quem vai correr atrás de patrocínio? Tudo era ele! É uma pena. Estou muito chateada”.

Layla Riker, drag queen com mais de 13 anos de carreira e amiga próxima de Orlando, também lamentou a morte do produtor. “Perdemos hoje um dos maiores nomes dos certames de beleza brasileiro. Orlando Alemira obrigada pela oportunidade de sonhar e ser uma de suas quase 40 filhas”, escreveu a artista carioca ao compartilhar uma foto ao lado do falecido. “Você fez história na vida de vários meninos e meninas e tenho certeza que sua missão, aqui, foi concluída com sucesso! Descanse em paz”.

Mais conhecido como Papito, Orlando será sepultado nesta sexta-feira (17/05), no Cemitério do Catumbi, na Zona Central do Rio. A despedida terá início às 08h na capela A, e o enterro será às 11h. A causa da morte não foi divulgada. Nós do site Pheeno lamentamos a morte de Orlando e desejamos forças a amigos e familiares neste momento de luto. Certamente fará muita falta em nossa comunidade.

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!