Duas travestis são baleadas próximo de balada gay carioca; suspeito está foragido

5

Duas travestis foram baleadas, na noite da última quarta-feira (06/01), na Rua Carolina Machado, em Madureira, na Zona Norte do Rio, próximo a boate “Papa G”. Segundo testemunhas, um homem passou a pé pelo local e fez pelo menos três disparos.

A área tem muitos bares e boates, e as vítimas, que usam o nome social de Jady e Beyoncé, de 19 e 27 anos, respectivamente, foram socorridas e levadas ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Entre as linhas de investigação estão uma disputa por ponto de prostituição e homofobia. Jady levou um tiro de raspão e recebeu alta. Já a travesti Beyoncé levou três tiros! Um atingiu o ouvido, outro o glúteo e um na mão! O estado de saúde da jovem é estável, mas ela precisou ficar internada para uma cirurgia no rosto para reconstruir a área do maxilar.

Segundo relatos, elas trabalham como garotas de programa no local. Após os disparos, o criminoso fugiu. Colegas de Beyoncé suspeitam de um dos clientes dela, com quem havia tido uma discussão na semana passada, depois que o homem se negou a pagar. Policiais do 9º BPM (Rocha Miranda) disseram que não foram acionados para a ocorrência. A 29ª DP (Madureira) vai investigar o caso. A hipótese de homofobia não foi descartada pelos investigadores.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!