Após dois anos de discussão, Itália aprova lei que legaliza união gay

Parlamento aprovou lei por 369 votos a 193. Direito já existe na maioria dos grandes países da Europa ocidental.

itália-pheeno-capa

Pela primeira vez, a Itália reconhece um estatuto aos casais LGBTs. A lei foi aprovada por 369 votos a favor e 193 contra na Câmara dos Deputados. Com a aprovação, a Itália se torna um dos últimos países da Europa Ocidental a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O texto estabelece ajuda recíproca moral e material, pensão de sobrevivência, visto de residência para o cônjuge estrangeiro e também a possibilidade de adquirir o sobrenome do companheiro. Matteo Renzi, chefe do governo, comemorou a aprovação da medida. “Hoje é um dia de celebração para muitos (…) Estamos escrevendo uma outra importante página na Itália que nós queremos.. Não era mais aceitável ter atrasos após anos de tentativas frustradas”, publicou em seu perfil oficial no Facebook.

A lei aprovada nesta quarta-feira estava em discussão no parlamento desde junho de 2013 e foi votada no Senado em fevereiro. Para entrar em vigor, precisa ainda da assinatura do presidente.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!