Pesquisa mostra que 39% dos LGBTs brasileiros ainda vivem no armário

original

Feita com 3.520 pessoas (incluindo público heterossexual) de todo o país e pertencentes às classes A, B e C, uma pesquisa conduzida pela plataforma digital PiniOn mostrou que 39% dos LGBTs ainda escondem a sexualidade de seus familiares!

Segunda o levantamento, 45% evitam falar porque os pais são “religiosos tradicionais” e não aceitariam. Outros 42% disseram que não se sentiam “confortáveis” para contar. Ainda segundo a pesquisa, seis em cada dez entrevistados contaram ter sido alvo de preconceito na própria família, enquanto 54% relatam ter sido vítima de LGBTfobia por pessoas na rua.

Para 68% dos entrevistados, a homofobia existe. Para 60% deles, a homofobia deve ser criminalizada. Quando confrontados com a afirmação de que já sofreram agressões verbais por serem LGBTs, 59% concordaram e 41% discordaram.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!