Autor do atentado em Nice fazia sex tapes gays e era bissexual

36597BF700000578-0-image-a-1_1468751367988

O autor do ataque que deixou 84 mortos em Nice, na França, usava um aplicativos de pegação para smartphones para se encontrar com homens e mulheres! Detalhes da vida de Mohamed Lahouaiej Bouhlel, de 31 anos, foram divulgados domingo (17/07), pelo jornal “Daily Mail”, três dias após seu celular ter sido apreendido!

Segundo o tabloide britânico, Mohamed, que é divorciado e pai de três filhos, possuía vídeos íntimos onde aparece mantendo relações sexuais com homens e mulheres, além de diversas fotos. “A vida sexual movimentada de um homem que tinha recentemente descoberto uma fé religiosa é mostrada pelos dados do seu dispositivo”, diz um trecho da publicação. Pelo celular, ele também mandou uma mensagem a um contato, ainda não relevado, solicitando mais armamento para promover o atentado.

Com as informações encontradas no telefone, a polícia francesa já identificou e prendeu sete pessoas, que ainda não foram identificadas, suspeitas por envolvimento no atentado. Cerca de 200 oficiais trabalham, nesse momento, para extrair o máximo de dados do aparelho. A polícia ainda investiga se Moahmed era realmente um “soldado” do Estado Islâmico, já que o grupo assumiu a autoria dos ataques.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!