RuPaul: “Sou rejeitado pelos brancos por ser negro, pelos negros por ser gay e pelos gays por ser afeminado”

RuPaul

Um seguidor provocou RuPaul no Twitter, questionando sua falta de apoio ao movimento negro “Black Lives Matter”. “Não deixe a peruca loira ficar muito apertada, meu amor”, alfinetou o seguidor. A lendária drag queen não gostou nada do comentário e rebateu: “Eu sou um gay negro de 55 anos de idade. Eu lutei em todos os momentos”.


A “acusação” levou Ru a questionar por que ele está sempre foi rejeitado por questões de raça e sexualidade, afirmando: “Ego precisa se sentir superior a outras pessoas”.


No dia seguinte, continuou a se defender, destacando as diversas carreiras que foram lançadas através de seu reality show “RuPaul’s Drag Race”: “Desde que começou, há 8 anos atras, #DragRace lançou a carreira de mais de 100 artistas negros, latinos, asiáticos e brancos”.


Na semana passada RuPaul apareceu no Pride Toronto para fazer um discurso comovente sobre a importância do amor e aceitação, dizendo: “Como as pessoas homossexuais, nós temos que escolher nossas famílias, e vocês – vocês são minha família”. O astro também uniu forças com as vozes de Britney Spears, Adam Lambert e Jennifer Lopez para gravar um single para ajudar as vítimas do tiroteio Orlando trágico.

Apaixonado por Comunicação, Marcelo Haubrich é editor do Pheeno e também responsável pelo marketing e redes sociais do site! Além disso, o carioca de 25 anos acumula diversas funções na noite brasileira: designer, produtor, DJ, entre outras.