Após descobrir que filho é gay, pastor muda discurso de ódio e funda templo de apoio a LGBTs

pastor-filho-gay-pheeno-capa

A revelação do próprio filho de que ele era gay mudou para sempre a percepção do Reverendo Danny Cortez, da Igreja Batista New Heart Community Church, na Califórnia, Estados Unidos, sobre os gays. Antes do filho se assumir, Cortez pregava discursos de ódio contra a comunidade LGBT.

Ele chegou um dia a afirmar que se a sua igreja apoiasse os gays, ele viraria as costas e deixaria de frequentá-la. Cortez revelou no mês passado para uma rádio local como a saída do armário de um dos seus filhos mudou a sua perspectiva sobre a homossexualidade. Ele conta que estava levando o filho, Drew, para escola em um dia comum quando ele virou e falou “Pai, sou gay”.

Na hora, o pai só pensou em abraçá-lo e dizer que o amava. “Me sinto em paz, porque seu sei que meu coração mudou, se expandiu”, afirmou Cortez. A mudança do Reverendo foi perceptível, tanto que diversos jovens foram ao seu encontro para revelar a sua orientação sexual e pedir conselhos. Disso tudo surgiu a ideia de criar o templo “Esperanza”, que segue os mandamentos de Cristo e apoia a comunidade LGBT.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook