Uganda: criança de oito anos é presa acusada de “lesbianismo”

lgbtq-empowerment

Uma criança de oito anos de idade, moradora de Uganda, considerada um dos piores lugares do mundo para ser LGBT, onde a prática sexual com pessoas do mesmo sexo pode ser punida com prisão perpétua, foi levada sob custódia da policia enfrentando acusações de “lesbianismo”.

Segundo informações da polícia local, a menina foi levada para interrogatório após a denúncia de um vizinho! De acordo com ele, a criança teria “atraindo” suas amigas para uma fazenda próxima onde as garotas iriam praticar o ato sexual. Durante interrogatório, a pequena afirmou que já teve comportamento semelhante na escola.

O caso ainda sobrou para a família da criança, que passou a ser investigada sobre uma possível “influência” a menina. Recentemente, a Uganda considerou a possibilidade de punir práticas LGBTs com pena de morte.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!