Britânico pode ser o primeiro portador de HIV curado da história

hiv-aids-midia-indoor-1424798604702_615x300

Um britânico de 44 anos pode se tornar uma das primeiras pessoas no mundo a ser curada do HIV, como resultado de uma nova terapia que está sendo testada por um time de cientistas de cinco universidades do Reino Unido.

O paciente, que não teve sua identidade revelada, faz parte de um grupo com 50 voluntários e, de acordo com os pesquisadores, a presença do vírus é completamente indetectável em seu sangue. O novo tratamento consiste em uma vacina que ajuda o sistema imunológico a identificar o HIV em qualquer célula. Depois, é administrado o Vorinostat, uma droga que ativa as células dormentes.

(Foto: reprodução)
(Foto: reprodução)

“Eu me inscrevi para fazer parte dos testes para ajudar a outros e a mim mesmo”, disse o paciente curado em entrevista ao “Sunday Times”. “Será ótimo se a cura aconteceu. Meu último exame de sangue foi há duas semanas e o vírus não foi detectado”, continua. Porém, os pesquisadores alertam que os resultados ainda são preliminares.

“Ela funcionou em laboratório, e existem boas evidências de que funcionará em humanos também”, disse a professora Sarah Fidler, do Imperial College London. “Nós vamos continuar com os testes médicos pelos próximos 5 anos e no momento nós não recomendamos o abandono das terapias antirretrovirais”, concluiu.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!