Estudo sugere que homens homofóbicos têm menos interesse sexual

problemas-erecao-masculina-1000x660

Homens homofóbicos podem não sentir um apetite sexual tão grande! Pelo menos é o que garante um estudo da Suíça, que mediu a dilatação das pupilas para medir o interesse sexual inconsciente de homens que se declaravam “anti-gays”.

Para chegar ao resultado, um grupo de pesquisadores da Universidade de Genebra reuniu 38 homens heterossexuais para avilarem suas atitudes em relação aos homossexuais. Depois, pediram para que um deles observasse e classificasse 25 fotografias em uma escala de 1 a 9 (sendo 1 “muito desagradável” e 9 “muito agradável”). Das imagens apresentadas para os voluntários, 10 eram de casais heterossexuais, 10 de casais homossexuais, e 5 neutras.

pupila-estudo-homem-homofobico-pheeno-capa

Enquanto os participantes viam as fotos, os pesquisadores mediram a mudança no tamanho de suas pupilas, já que elas se dilatam de forma confiável em resposta às imagens que nos atraem sexualmente, inclusive quando tentamos suprimir o desejo de forma consciente. Os resultados, publicados na revista Journal of Sexual Medicine, mostraram que entre todos os participantes as pupilas se dilataram mais diante de imagens heterossexuais do que das imagens homossexuais.

No entanto, entre os homens homofóbicos foi observado que a mudança de tamanho era muito menos evidente, sugerindo uma falta de interesse diante de materiais sexuais em geral! “Teoricamente estes resultados reforçam a possibilidade de que a homofobia reflete preocupações sobre a sexualidade em geral”, comentaram os pesquisadores.

Anteriormente, os pesquisadores já haviam realizado um estudo que sugeriu que alguns homens homofóbicos reagiam de forma positiva diante de imagens homossexuais, mas que costumavam passar menos tempo observando imagens relacionadas ao sexo do que os homens heterossexuais.

Este novo estudo foi realizado com o propósito de analisar se esta aparente falta de interesse era uma reação inconsciente por parte dos homens ou um esforço consciente, por isso suas reações foram classificadas por meio da dilatação das pupilas.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!