Pais desmentem filho que disse que analgésico o tornou gay: “Ele sempre curtiu homens!”

Certamente você deve lembrar do caso de Scott Purdy. O britânico de 23 anos estampou os noticiários após afirmar veementemente que o uso de um analgésico o tornou homossexual. Acontece que tudo não passou de uma farsa! Pelo menos é o que garante o pai do jovem.

Nigel Purdy, de 57 anos, foi a imprensa desmentir a história do filho e contar o que todos já sabíamos: ele sempre foi gay. “Eu e minha esposa conhecemos nosso filho. Até achávamos que ele fosse bissexual, mas essa história inventada agora beira o absurdo. Ele sempre foi gay e desde novo eu já percebia isso!”, revelou o pai em entrevista ao telejornal britânico “This Morning”.

A história inventada por Scott foi tão absurda, que até o laboratório responsável pela fabricação do medicamento, o Pfizer, precisou se manifestar se defendendo da acusação sem fundamento. Babado, hein!

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!