Peça com Jesus travesti é censurada mais uma vez; desta vez, pelo governo de Pernambuco

O espetáculo “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” sofreu uma nova censura. Desta vez, a proibição de apresentar a peça partiu do governo de Pernambuco, que cancelou a apresentação protagonizada pela atriz trans Renata Carvalho no Festival de Inverno de Garanhuns, que vai de 20 a 29 de julho.

Em nota oficial divulgada neste sábado (30/07), o governo do estado alega que cancelou a peça por conta “da polêmica causada pela atração e da possibilidade de prejuízos das parcerias estratégicas e nobres que o viabilizam”, ressaltando que o evento não dissemina a cultura do ódio e do preconceito. A peça apresenta uma releitura da história de Jesus Cristo e propõe que, se Jesus voltasse a viver nos dias de hoje, viveria no corpo de uma travesti.

“Essa perseguição, esse ódio a peça sem ao menos conhecer seu conteúdo é porque comparamos e corporificamos Jesus de Nazaré em um corpo travesti. Jesus é a imagem e semelhança de todos menos de nós, pessoas Trans. É inapropriado, sem-vergonhice. Isso deve-se a imagem da travesti em nossa sociedade. Essa construção social, essa criminalização e folclorização em cima da imagem da travesti que ocorre devido a nossa exclusão e marginalização”, afirmou Renata Carvalho, intérprete da personagem principal, para o jornalista Miguel Arcanjo, do UOL.

Em suas redes sociais, a diretora Natalia Mallo também se mostrou contrária ao cancelamento, afirmando que a decisão “é censura e violência de estado”, e ainda completou o desabafo: “É transfobia institucionalizada e respaldada por servidores públicos, organizados e grupos religiosos. Inacreditável, de longe o pior ataque desde que estreamos O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!