Deputado divulga nota de repúdio contra “Super Drags” e Netflix responde

O deputado do Acre, Alan Rick (DEM), publicou uma nota de repúdio em seu perfil no Facebook contra a animação “Super Drags”, que estreia na próxima sexta-feira (09/11), na Netflix. Com título de “repúdio a desenho animado de conotação sexual”, o parlamentar afirma que “Super Drags é uma ameaça para nossas crianças”.

“O que estamos vivenciando e confrontando no Congresso são tentativas sórdidas de influenciar sexualmente nossas crianças”, diz o deputado, que também é pastor evangélico. A classificação indicativa da atração, para pessoas a partir de 16 anos, é contestada Rick, pedindo que a classificação seja alterada para 18 anos. Vale lembrar que a classificação para maiores de 18 anos, elaborada pelo Ministério da Justiça, é para obras que contenham incesto, sexo grupal, fetiches violentos e pornografia em geral, como o próprio documento da Frente relata.

Em resposta, a Netflix precisou relembrar que a animação não tem o público infantil como alvo. Pelo Twitter, a plataforma de streaming postou um tutorial de como pais devem fazer para bloquear programação para maiores de seus filhos, lembrando que esta responsabilidade cabe a eles.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!