Mangueira terá primeira musa transexual no Carnaval 2019

A Mangueira fez história na noite deste sábado (19/01)! A carioca Patrícia Souza, de 25 anos, será a primeira musa trans da uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio de Janeiro. Segundo o jornal Extra, Patrícia vai representar uma Índia no desfile da verde e rosa na Marquês de Sapucaí.

“Desde que houve o convite, tenho vivido os dias mais felizes da minha vida. Ser musa da Mangueira é a realização de um grande sonho, uma grande conquista. Tenho recebido muito carinho e respeito da nação mangueirense, o que me deixa muito à vontade”, afirmou Patrícia. Morando há três anos em Londres, ela é nascida e criada em São Cristóvão, na Zona Oeste do Rio, e já desfilava na Verde e Rosa antes mesmo de sua transição, iniciada em 2014.

Este ano, a Mangueira leva para a avenida o enredo Uma História Para Ninar Gente Grande. No decorrer da letra do samba, a escola relembra Marielle Franco, enquanto retrata a história do povo negro no Brasil. O desfile é desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!