Transexual é morta a pauladas em São Paulo; assassino segue foragido

Larissa Rodrigues da Silva, uma transexual de 21 anos, foi morta a pauladas por volta das 21h10 de sábado (04/05) na Alameda dos Tacaúnas, no bairro da Saúde, na Zona Sul de São Paulo – tradicional ponto de prostituição de mulheres trans e travestis na cidade. O caso foi registrado como homicídio. O agressor fugiu.

Uma testemunha contou à polícia que estava com a vítima, quando um homem não identificado em um carro quase as atropelou. Posteriormente, o autor retornou com o veículo, desembarcou com um pedaço de madeira, golpeando a vítima com o objeto.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, a PM foi acionada para atender a uma ocorrência de agressão e ao chegar no local encontrou a vítima caída com ferimentos na cabeça. O Samu foi acionado e socorreu a vítima ao Pronto Socorro Saboya, onde morreu.

O caso foi registrado pelo 27º Distrito Policial – Campo Belo, que solicitou perícia e exame necroscópico da vítima. a Polícia Militar busca imagens de câmeras de monitoramento da região. O corpo de Larissa foi levado na madrugada desta segunda-feira (06/05) para Fortaleza, no Ceará, onde será enterrado.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!