“Não existe Maria da Penha para viado”, teria dito Adriano Imperador a promoter durante briga

O jogador Adriano Imperador se envolveu em mais uma polêmica. E, dessa vez, terminou na delegacia! A confusão da vez aconteceu na madrugada do último domingo para a segunda, dentro da boate Vitrinni Lounge, na Barra, Zona Oeste do Rio.

Segundo um boletim de ocorrência feito na 16ª DP (Barra) pelo promoter Yuri Monteiro, de 27 anos, Adriano teria tentado agredi-lo e foi contido por amigos e seguranças do local. O Imperador ainda teria jogado um copo no rapaz e feito ameaças, dizendo: “Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado”. O motivo da briga teria sido por conta de ciúmes de uma ex-namorada do jogador.

“Ele tentou me agredir e pediu para os seguranças me tiraram da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúme de uma ex-namorada, que não tem nada a ver. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua e ele mandar fazer alguma coisa contra mim”, disse Yuri ao jornal Extra.

Por meio de nota enviada ao jornal Extra, o advogado do ex-jogador negou a situação e disse que o caso vai ser resolvido na justiça. “O Adriano nega que tenha tentado agredir essa pessoa, muito menos ameaçá-lo. Tal fato será facilmente esclarecido na Justiça”, declarou o advogado Diogo Souza.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!