Produtores de conteúdo 18+ entram em conflito após gravação e discussão vai parar no X

Uma discussão envolvendo dois nomes da produção de conteúdo adulto gay vem movimentando o X (antigo Twitter) nesta terça-feira (14/05). A confusão começou depois que um dos envolvidos na treta, identificado como Gabriel Araújo, expos o parceiro de cena Ryan Silveira por não mencioná-lo ou pelo menos avisá-lo da divulgação de um material gravado em conjunto pelos dois.

Bom demais postar vídeo sem avisar e nem ter o trabalho de marcar“, expos Gabriel ao compartilhar o tweet divulgado por Ryan com a colaboração em questão. “Esses são os criadores de conteúdo que vocês apoiam kkk, por isso que eu falo: cada dia mais desanimado disso aqui“, completou o rapaz. A resposta de Ryan ao tweet não demorou muito e chegou logo na sequência do desabafo.

Não tenho obrigação de te marcar“, respondeu Ryan. “Já marquei no post anterior. Não deve ter olhado meu perfil em relação a outras gravações“, ressaltou ele. “Ao menos avisar, né?“, argumentou Gabriel, encerrando ali o desentendimento. Mesmo após os dois os dois deletarem os tweets, um print da treta passou a circular na rede, levantando uma discussão sobre os conflitos trabalhistas no mundo pornô gay.

Estou no pornô há 17 anos e acho que deveria ser um consenso, quase uma obrigação moral marcar o parceiro“, opinou o produtor de conteúdo adulto @Luiggebr. “Mesquinharia gratuita quem não faz. Mas mendigar isso publicamente sabendo que no meio é raro ver coleguismo, ou é ser muito ingênuo ou tá se expondo a toa já ciente”, completou ele.

Em outro tweet, um internauta apontou que a falta de marcação seria proposital, incentivando o engajamento da colaboração. “Eu acho que é pra incentivar o engajamento, porque o pessoal vai comentar pedindo o @ (e as yag são sendentas) e o post explode. (E vendo a treta, é curioso refletir sobre o ‘pragmatismo’ dessas parcerias. Parece uma relação de trabalho mesmo)”, opinou o rapaz.

Afinal de contas, o trabalhador deve ser marcado em todos os vídeos que tiver participado ou apenas no lançamento? “A passiva, além de fazer a chuca, tem que passar por esse desrespeito! PRECISAMOS DE RESPEITO, CHEGA!!!!”, esbravejou um terceiro. Que babado, gente!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!