Deputado ex-gay terá que se retratar publicamente com Daniela Mercury por postagens homofóbicas

A cantora Daniela Mercury saiu vitoriosa, na manhã desta sexta-feira (09/08), do Fórum Criminal de Salvador, onde participou de uma nova audiência da ação de injúria racial movida contra o deputado federal Pastor Sargento Isidório (AVANTE-BA).

No ano passado, o pastor gravou um vídeo chamando a cantora de “escrava de satanás” por ela ter criticado a censura ao espetáculo “O Evangelho segundo Jesus Rainha do Céu”, no qual Jesus é interpretado por uma atriz trans. Daniela e Isidório selaram um acordo: o parlamentar deveria reconhecer publicamente o erro, retirar o vídeo de todas as redes sociais e publicar um pedido de desculpas à Daniela.

O vídeo em que o deputado pede perdão foi gravado dentro da sala de audiência, com tempo semelhante ao que comete as injúrias, na presença do juiz e do advogado da cantora, o criminalista Ricardo Sidi. As imagens devem ser publicadas em breve nas redes sociais dele. Além disso, Isidório terá que pagar também 25% do salário de deputado durante cinco meses a duas instituições escolhidas durante a audiência: o Instituto Nice de Apoio a Mulheres Travestis e Transsexuais e o Hospital Martagão Gesteira, que trata crianças com câncer.

À Universa, Daniela disse que essa é uma vitória importante para os direitos humanos e pela liberdade de expressão artística: “Me sinto feliz de ter deixado claro quem eu sou como militante e defensora da democracia. Esse pedido de desculpas me faz acreditar na manutenção dos nossos direitos constitucionais”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!