Jovem gay é esfaqueado mais de 100 vezes após marcar encontro com assassino pelo Grindr

Um britânico foi condenado à prisão perpétua pelo assassinato de um adolescente gay que conheceu através do Grindr. Brian Healless, de 18 anos, passará pelo menos 24 anos na prisão depois de esfaquear Alex Davies, também de 18 anos, mais de 100 vezes em abril passado.

Healless conheceu Davies através de Grindr e a dupla concordou em se encontrar em Parbold Hill, uma área remota da floresta em Lancashire, em 29 de abril, depois que Healless disse que “não era assumido” e preferia encontros “discretos”. Assim que Davies chegou ao local, Healless simplesmente o atacou e esfaqueou 128 vezes a sangue frio. Ele ainda arrastou a vítima pela lama, ainda com vida enquanto agonizava, e cobriu seu corpo com galhos e folhas para escondê-lo.

Nos dias anteriores à sua prisão, Healless manteve contato com outros homens em Grindr de maneira semelhante a Davies, que os promotores sugeriram ser uma tentativa de cometer assassinatos semelhantes. Na sentença, o juiz afirmou ao autor do crime: “Alex era um jovem de bom coração, gentil e trabalhador que nunca faria mal a ninguém. Sem dúvida, você premeditou matá-lo. Você é uma pessoa manipuladora, calculista e desonesta”.

Os psiquiatras examinaram Healless e concluíram também que ele teve um surto de esquizofrenia paranoica no momento do assassinato. No entanto, o júri rejeitou a tese da defesa de que seu estado mental deveria reduzir sua responsabilidade pelo assassinato: “Foi um assassinato planejado e premeditado”, concluiu o júri.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!