Grupo governamental impede homenagem a matemático gay

O grupo governamental ‘Historic England’ vem impedindo a instalação de uma estátua em homenagem ao matemático e herói de guerra, Alan Turin.

De acorodo com a ‘Historic England’, Comissão de Edifícios e Monumentos Históricos da Inglaterra, a estátua de Alan Turing “estaria em desacordo com o caráter existente da universidade”.

Em homenagem a todo seu trabalho e sua relevância histórica, uma estátua de Alan Turing, de quem já falamos aqui, seria instalada na ‘King’s College Cambridge’, onde o matemático gay estudou.

Porém, o ‘Historic England’, um órgão público não departamental executivo do governo britânico, tenta impedir a instalação da escultura, alegando que ela pode impactar na “impressionante coleção de edifícios históricos dentro de uma paisagem arrebatadora”.

Claire Campbell, porta-voz do órgão, disse: “Reconhecemos que a estátua traria algum aprimoramento ao significado da ‘King’s College’ através da introdução de uma escultura confeccionada por um renomado escultor contemporâneo e a visível homenagem a Turing. Estes também podem ser considerados como benefícios públicos. Mas isso resultaria em danos, de natureza menos substancial, ao significado dos edifícios e da paisagem da universidade”.

Sir Anthony Gormley, encarregado por fazer a escultura, declarou: “Honrando Alan Turing e refletindo sobre sua notável contribuição à maneira como vivemos agora, não quero fazer uma estátua, mas sim a melhor escultura que eu já fiz. Turing era alguém que tinha um forte senso moral e sua vida pessoal era extremamente difícil. Ele era alguém que tinha uma maneira notável de tomar decisões não afetadas por preconceitos emocionais”.

Mesmo sendo considero o pai da computação moderna e o responsável por decifrar os códigos alemães do ‘Enigma’, acelerando então o fim da Segunda Guerra Mundial, Alan sofreu uma castração química por ser gay, levando-o a cometer suicídio. Graças aos avanços dos direitos LGBT+ nos últimos anos, Alan ganhou seu lugar de direito na história LGBT+ mundial, fazendo com que suas realizações pudessem, então, ser amplamente reconhecidas.

Em 2013 foi sancionada uma lei, apelidada de ‘Turing’, que “perdoa” homens gays e bissexuais condenados por sua sexualidade, incluindo o matemático.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto