Mulher trans é morta a pauladas em Maricá, no Rio de Janeiro

Uma mulher transexual foi morta na tarde deste domingo (14/06), em Maricá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O corpo foi identificado como de Marcinha Shokenna Bastos da Silva, de 28 anos.

Ela foi encontrada por um morador da vizinhança com marcas de paulada na Rua Perfeito Joaquim Mendes, no bairro da Amizade, Zona Central da cidade. Segundo uma prima da vítima, ela não tinha problemas com outras pessoas. “Ela é muito querida. Hoje a gente tem que cobrar pra que a Justiça seja feita pra que a pessoa que fez isso com ela pague por isso. Os assassinatos contra transexuais têm crescido a cada dia, nós temos que lutar pra acabar com isso logo de uma vez”, disse a prima ao G1.

Na noite de sábado (13/06), véspera do assassinato, Marcinha publicou uma foto em seu Facebook em que aparece limpando lágrimas. Na mensagem, uma fala sobre a dor de um amor. “Lembrar da época que quase me apaixonei, você me desviou da bala. Mostrou ser um idiota, que quase eu te amei”, escreveu a vítima.

O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. A polícia não informou qual a linha de investigação.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!