Jogador de futebol brasileiro manifesta apoio a jogadores LGBTs: “Devem ser tratados com respeito e igualdade”

Foto: Paul Ellis/AFP via Getty Images

Atacante do do time inglês Everton Football Club, o jogar de futebol brasileiro, Richarlison de Andrade, afirmou em entrevista publicada pelo site oficial do Everton sobre a aceitação de jogadores LGBTs no esporte.

“Acho que o futebol está se tornando mais inclusivo como deveria. O mundo mudou muito. Não podemos mais viver como as pessoas faziam há cem anos. Somos todos iguais e devemos ser tratados dessa maneira. Por que não no futebol? Não podemos ser uma bolha no mundo”, afirmou o jogador de 23 anos, conhecido por apoiar diversas lutas sociais nas redes sociais e entrevistas.

Ainda na entrevista, Richarlison destacou que um atleta gay seria muito bem-vindo no vestiário do clube. “Eu não acho que teria problema aqui ou em qualquer lugar. Todos tem que ser tratados primeiramente com respeito e igualdade. Eu li uma carta enviada à imprensa por um atleta gay da Premier League, contando a situação que ele vive e como isso afeta sua saúde mental, que ele tem receio de contar para seus companheiros, com medo que as coisas fiquem ainda piores. Não deveria ser assim”, afirmou Pombo, como é conhecido carinhosamente.

O lateral Digne também foi entrevistado pelo site oficial do clube e reforçou o discurso do brasileiro. “Reagiríamos normalmente, não teríamos nenhum problema com isso. Os jogadores estão abertos, conversamos sobre todos assuntos. Ninguém deveria ficar chocado e tudo estaria bem. É algo normal”, declarou o francês.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!