Padre pede perdão à comunidade LGBTQ+ por conta da LGBTfobia de líderes religiosos

Foto: Divulgação

Conhecido por sua atuação junto à população em situação de rua de São Paulo, o padre Júlio Lancelotti celebrou nesta segunda-feira (13/07) uma missa em sua paróquia, a São Miguel Arcanjo, na Mooca, zona leste da capital, em que pediu perdão à comunidade LGBTQ+, em especial ao jovem Michel Glaudemberg, que relatou ter sido humilhado na igreja de sua cidade por se assumir gay.

“Para você, Michel, eu queria pedir desculpas, se o padre da sua cidade te humilhou quando você revelou sua condição sexual. Perdão. Ninguém deve ser humilhado”, lamentou o padre. Ainda durante à missa, o pároco pediu perdão às mulheres transexuais, para comunidade LGBTQ+ e afirmou que a LGBTfobia não vem de Deus. “Perdão, para as mulheres trans, para o grupo LGBTQIA. Perdão”.

“Eu tenho recebido muitas mensagens de pessoas que são expulsas das igrejas por assumirem sua condição sexual. Ninguém pode achar que a homofobia vem de Deus. Ninguém pode achar que a Lgbtfobia vem de Deus. Isso é pecado. E atenção, padres e pastores que humilham pessoas LGBTs, isso é crime!”, alertou.

“Todos somos irmãos, independente da condição. Todos somos irmãos. Ouçam. Michael, abraço especial para você. Não se intimide, Deus te ama e te protege. Amém”, finalizou. Com mais de 78 mil visualizações, o vídeo foi compartilhado pela apresentadora Xuxa, em seu perfil oficial do Instagram. “Esse é meu Deus. @padrejulio.lancellotti muito obrigada por me fazer ter certeza que Deus é amor, obrigada”, escreveu a eterna rainha dos baixinhos.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!