Pastor sugere apedrejar gays até a morte para acabar com a Aids!

Steven Anderson, pastor da Igreja Batista da Palavra de Fé da cidade de Tempe, no Arizona, afirmou que o mundo poderia ser curado de AIDS “até o Natal” se os “viados” fossem apedrejados até a morte. A declaração do religioso veio após a iniciativa de um banco local da cidade, que decidiu colocar decorações para marcar o “Dia Mundial de Combate à AIDS“.

Em um vídeo publicado no YouTube, o pastor diz que os governos estão gastando bilhões de dólares na tentativa de curar o HIV quando ele realmente descobriu a cura para o vírus. “Vire-se para o Levítico 20:13 porque eu, na verdade, descobri a cura para a aids. Poderíamos ter um mundo livre da aids até o natal, se seguirmos isto”, disse, citando o Leviticus 20:13 da Bíblia. “Se um homem se deitar com outro homem, como se deita com uma mulher, ambos praticaram uma coisa abominável: ‘eles devem ser condenados à morte. Será o seu sangue sobre eles”, acrescentou. O discurso de ódio de Steven não parou por aí.

“E isso, meu amigo, é a cura para a aids. Estava ali mesmo na Bíblia o tempo todo … e eles estão gastando bilhões de dólares em pesquisa e testes. É curável, bem ali. Porque se você executasse os viados como Deus recomenda, você não teria a aids correndo solta por aí”, disse o pastor. Em 2009, Steven Anderson recebeu a visita do Serviço Secreto Americano, após gravar um vídeo em que orava pela morte do atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!