Levy Fidelix é condenado a pagar multa de R$ 25 mil por declarações homofóbicas

Mais de dois anos após dar declarações consideradas homofóbicas durante um debate de presidenciáveis organizado pela TV Record, o ex-candidato à Presidência Levy Fidélix (PRTB) teve uma condenação mantida pela Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania de São Paulo e terá que pagar uma multa de R$ 25,7 mil.

Em decisão publicada na tarde de terça-feira (21/02), Fidelix teve recurso negado pelo secretário de Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa, o que manteve a condenação administrativa. Para quem não lembra, em 2014, o então candidato disse que “aparelho excretor não reproduz”, ao se posicionar contra a união entre pessoas do mesmo sexo.

Ele havia respondido uma pergunta de Luciana Genro (PSOL), sobre o motivo pelo qual tantas famílias ainda relutam para reconhecer casais homossexuais. A Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual entendeu que o então candidato extrapolou os limites da liberdade de expressão e incitou um discurso de ódio contra a população LGBT. A condenação é definitiva e o pagamento deverá ser feito em até duas semanas.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!