Bispo conservador é expulso de Igreja Ortodoxa após vídeo de sexo oral com jovem de 17 anos

A Igreja Ortodoxa romena esteve envolvida nas últimas semanas em dois escândalos sexuais. O mais recente deles provocou a demissão de um dos ocupantes de um importante cargo após ser acusado de manter relações com um aluno. É o primeiro caso deste tipo em um país no qual 85% da população se declara ortodoxa.

O Santo Sínodo se reuniu na quinta (17/08) e sexta-feira (18/08) para abordar o escândalo sexual vinculado ao bispo de Husi, Corneliu Barladeanu, do qual supostamente circula um vídeo em que mantém relações sexuais com um aluno do seminário. De acordo com os meios de comunicação romenos, o garoto tinha 17 anos.

O bispo defendeu a sua inocência, mas decidiu deixar o cargo “pela paz e pelo bem da Igreja”, anunciou um comunicado do Patriarcado romeno. Barladeanu não terá mais um cargo oficial na Igreja, mas continuará como monge, sem poder celebrar missas.

Outro sacerdote do noroeste da Romênia foi expulso definitivamente da Igreja Ortodoxa no fim de julho por tentar convencer um jovem de 17 anos a manter relações sexuais com ele.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!