Vítima de homofobia filma agressão no DF: “Aqui é clube de homem, rapaz”

Um jovem de 20 anos registrou, em vídeo, o ataque homofóbico sofrido por ele e um amigo no clube da Associação Geral dos Servidores da Polícia Civil do Distrito Federal (Agepol). O episódio aconteceu no último sábado (14/10), enquanto eles se preparavam para deixar o local.

As imagens mostram o diretor do espaço pedindo que os dois amigos saiam do clube por estarem “usurpando” o clube. Ele acusa a dupla de não ter carteirinha ou convite mas, logo em seguida, diz que o problema é a conduta dos dois. “Se não saírem, eu não saio daqui. Vocês estão expulsos do clube, podem sair. Eu tô mandando vocês sair. Respeita o ambiente. Aqui não é clube de viado, é clube de homem, rapaz”, afirmou.

Em entrevista ao G1, o estudante, que pediu para não ser identificado, contou que chegou ao local durante a tarde e, quando estava se preparando para ir embora, foi abordado pelo diretor do clube. Segundo o jovem, após abraçar o colega, o servidor os encarou por algum tempo, foi ao banheiro e, na volta, abordou a dupla. Ele decidiu gravar a cena porque, naquele momento, “avaliou ser a melhor atitude a tomar”.

O diretor administrativo da Agepol disse ao G1 que o servidor “não soube se expressar como devia”, mas que o jovem e o amigo não respeitaram as regras do espaço. “Temos famílias que aceitam e famílias que não aceitam. Temos crianças. Não admitimos que fiquem se abraçando, se beijando, sentando no colo.”

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!