Cazuza vai ganhar álbum de inéditas em homenagem aos 60 anos

No ano em que completaria 60 anos, comemorado nesta quarta-feira (04/04), a morte de Cazuza não passará em branco. Em comemoração de seis décadas do poeta exagerado, os fãs do artista serão presenteados com um CD de inéditas do músico. Além disso, acontece no Circo Voador, no Rio, um show em homenagem ao cantor.

Os projetos são organizados por Rogério Flausino e seu irmão, Wilson Sideral. O líder do Jota Quest conta que atendeu a um pedido de Lucinha Araújo, mãe de Cazuza, que gostaria de ouvir as letras gravadas em disco. Além dos músicos mineiros, Xande de Pilares, Caetano Veloso, Ney Matogrosso e Nando Reis já estão confirmados.

Morto em 1990, aos 32 anos, o cantor e compositor, surgido como vocalista do Barão Vermelho, banda com a qual gravou três discos (Barão Vermelho, de 1982, Barão Vermelho 2, de 1983, e Maior Abandonado, de 1984), e seguiu como artista solo. O fato é que, com o esforço de Lucinha Araujo, aliado ao trabalho de seu filho, a obra de Cazuza se mantém firme e forte. Atualmente, Lucinha dirige a “Sociedade Viva Cazuza”, que presta assistência a crianças soropositivas há 28 anos.

Relembre ou conheça algumas de suas canções

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!