Martinho da Vila reconhece que a música “Mulheres” pode ser sobre homem gay

Chegou aos ouvidos de Martinho da Vila uma análise da letra “Mulheres” que viralizou nas redes sociais. Recentemente, a youtuber Jout Jout publicou um vídeo em que dá nova interpretação à composição assinada por Toninho Geraes, alegando que a letra representa, na verdade, o discurso de um homem gay para seu parceiro.

Na letra de samba, o bamba diz que já se relacionou com várias mulheres, mas nunca encontrou a felicidade. No fim, conclui para um sujeito indefinido: “Você é o sol da minha vida a minha vontade / Você não é mentira, você é verdade / É tudo que um dia eu sonhei pra mim”.

O próprio Martinho ressalta que ouviu brincadeiras de colegas sobre o fato à época do lançamento do disco “Tá delícia, tá gostoso” (1995), onde a música foi gravada. Agora, ele tem escutado as mesmas palavras de casais homossexuais: alguns já o abordaram nas ruas para dizer que se casaram ao som de “Mulheres”.

“A poesia é para ser interpretada. É como um quadro de arte: cada um vê de um jeito. Acho bem legal essa nova leitura”, conta o sambista de 80 anos em entrevista ao jornal Extra. “De um tempo para cá, muitos caras já vieram falar comigo: ‘Martinho, eu casei com essa música porque convenci minha mulher a se casar comigo justamente falando que eu estava procurando ela a vida inteira’. Realmente, pelo que ouço, muitas pessoas se casaram com essa música e tal. Agora, casais homossexuais também estão fazendo isso. Não pensei nessa interpretação quando gravei a música, mas acho bem bacana”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!