Barbeiro italiano é condenado em R$ 20 mil após se negar a cortar cabelo de homem trans

Um barbeiro de Dublin, na Irlanda, foi condenado a pagar uma indenização no valor de 5 mil euros (aproximadamente R$ 20 mil) para um cliente, que teve um corte de cabelo negado por ele ser um homem trans.

Segundo informações do jornal Independent, Lee McLoughlin foi até a barbearia para fazer um corte de cabelo e a barba, e após esperar cerca de 25 minutos, soube que não teria o cabelo cortado. “Não corto cabelo de mulheres!”, disse o profissional. Mesmo após explicar a situação, o homem continuou negando o serviço a McLoughlin: “Me desculpe, não corto cabelos femininos! Procure outro salão”.

Se sentindo humilhado, a vítima resolveu procurar a justiça. A ação deu parecer favorável a vítima por constatar o dano moral causado. “É uma vitória para todas as pessoas trans, sinto que foi feita justiça”, comemorou. “Eu avisei a ele que sou trans, não consegui acreditar que estava passando por isso. Decisões como esta são importantes para servirem de exemplo a muitos profissionais por aí e pra que pessoas trans deixem de ser tão discriminadas”, completou.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!