O poderoso mercado LGBTQ: cresce o número de marcas que estão “saindo do armário”

Algumas décadas atrás os gays eram convidados a se retirarem de estabelecimentos comerciais quando assumiam publicamente a sua orientação sexual. Nos dias de hoje, as mudanças vêm ocorrendo gradativamente.

No Brasil, segundo as estatísticas, contamos com um grupo formado por mais de 18 milhões de brasileiros que ainda enfrentam muitos preconceitos. Mas o que era uma coisa quase impossível se torna cada vez mais possível e forte. Graças aos meios de comunicação, algumas grandes marcas vêm derrubando o preconceito e introduzindo em seus comerciais mesmo que “maquiados” a temática gay. Assim como as novelas, programas de televisão, etc. Saímos do armário da madrugada e ocupamos os horários nobres! Estes são meios de extrema importância para o entendimento da grande massa preconceituosa do que é ser gay. Somos consumidores ativos e fiéis às empresas que entendem que somos normais.

O site de roupas e acessórios de moda masculina www.usetreko.com é mais uma das lojas que apoiam a causa e vem ganhando cada vez mais visibilidade pelo projeto que vem apresentando. Para Rodrigo Fonseca, criador da marca, as roupas produzidas são para homens modernos, descolados e ousados. Independente de rótulos. “Queremos elevar a autoestima do homem moderno! Acreditamos que cada um pode ser o que quiser ser! Seja ele gay, hétero, trans, pan ou qualquer outro termo que queiram dar. Estamos fazendo a diferença, criando e produzindo peças exclusivas com a qualidade que o homem moderno deseja, oferecendo conforto, estilo e segurança na hora de montar o seu look diário, casual ou festivo”.

Foto: O Empresário Rodrigo Fonseca na Babilônia Feira
Hype.

Em 2019 Rodrigo promete inaugurar sua primeira loja com muitas novidades, principalmente na parte estrutural. “Não queremos uma loja fria. Nosso projeto, que já está sendo desenvolvido, é de uma loja fast-fashion, que tem como prioridade ser aconchegante, elegante, moderna e inclusiva! Queremos abrir o leque de oportunidades trabalhistas principalmente para os LGBTS, que por muitas vezes não conseguem empregos por assumirem sua sexualidade. Chega disso! Deixem os rótulos para as cervejarias. Nossa equipe está sendo formada por GENTE que ama e respeita. Gente do bem e com astral nas alturas.GENTE FELIZ EM SER O QUE QUISEREM SER”.

A loja até o presente momento realiza vendas online em seu site e aos sábados e domingos participa do @Coletivodesigners levando seu show room no @Galeriacafé em Ipanema!

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!