Léo Aquilla relembra relacionamento com mulher: ‘‘Fazia pensando no irmão dela’’

Entrevistada do programa SuperPop, da Rede TV!, nesta quarta-feira (24/07), Léo Áquilla relembrou os tempos em que se relacionava com mulheres e como o envolvimento resultou em um filho que hoje tem 23 anos.

“O filho é bom, mas a relação foi uma catástrofe. Eu odeio transar com mulher, não sou ‘lésbicha’ de jeito nenhum. Aquilo me fazia mal, fazia com ela pensando no irmão dela”, afirmou Léo durante conversa com Luciana Gimenez.

Ainda durante a entrevista, Léo aproveitou para falar sobre os casos de pessoas que se dizem “ex-gays”. “Já vi muita gente que, por pressão da religião, negar aquilo que é na essência. Já fui evangélica, tenho um filho por causa dessa fase que passei na igreja. Fiquei seis anos na igreja de joelho, pedindo, implorando, até que fiz um filho para provar para a igreja que estava liberada. Por que Deus não me curou? Que Deus é esse?”.

“Teve um dia que falei: ‘Deus, prometo ser a pessoa mais maravilhosa do mundo, se quiser no dia do juízo final me mandar para o inferno por ser travesti, me manda’”, acrescentou Leo.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!