J.K. Rowling volta a causar polêmica após divulgar loja que vende produtos transfóbicos

Autora de Harry PotterJ.K. Rowling continua se envolvendo em episódios de transfobia nas suas redes sociais. Nesta quarta-feira (23/09), a escritora usou o Twitter para divulgar uma loja online que vende produtos com mensagens contra mulheres trans. 

A escritora compartilhou uma camiseta de uma loja online que traz os dizeres: “Esta bruxa não queima”. “Às vezes, uma camiseta fala por você”, escreveu Rowling. O problema é que ao acessar o site da loja Wild Womyn, o público descobriu que no e-commerce era vendidos produtos com dizeres transfóbicos. Uma coleção de adesivos, canecas e broches, por exemplo, inclui itens com as frases: “Transativismo é misoginia”; “Ideologia trans invisibiliza mulheres”; “Notoriamente transfóbica”; “Mulheres trans são homens”. Em sua descrição, a loja se identifica como “radfem”, vertente do movimento feminista que não enxerga mulheres transexuais como “mulheres de verdade”.

Nas redes sociais, internautas comentaram que não resta dúvidas de que a escritora estaria demonstrando, mais uma vez, sua transfobia. “Fica até difícil te apoiar assim, né, JK Rowling?”, lamentou um rapaz. “Cara, HP é uma obra maravilhosa, porém a p*rra da autora é uma filha da p*ta que estragou tudo por conta de comentários preconceituosos“, disse outro.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!