Jovem preto e gay é agredido por três homens no centro de SP: “Viadinho, negro safado”

O jovem Robson Gael, um publicitário de 33 anos, foi mais uma vitima do racismo e da homofobia em São Paulo. Gael foi agredido por três homens desconhecidos enquanto passeava com seu cachorro na rua Martins Fontes, na Consolação, centro de São Paulo.

O publicitário contou que estava andando quando os homens passaram por ele e começaram a ofendê-lo chamando-o de “negro safado” e “viadinho“. A princípio ele continuou seu caminho, mas depois de uns metros decidiu confrontá-los, porque estavam assustando o cachorro. Foi quando um deles partiu para as agressões físicas. Vizinhos gravaram a confusão e o vídeo viralizou nas redes sociais. 

As agressões só pararam quando policiais da Guarda Civil Municipal (GCM) chegaram ao local e levaram todos os envolvidos para o 78º DP (Jardins). Na delegacia, o crime não foi caracterizado como racismo ou homofobia, mesmo depois de Robson ter dado seu depoimento informando o teor das ofensas e de uma testemunha ter confirmado o caso. “Em pleno país onde a maioria da população é negra, a gente precisa passar por umas coisas dessas. Ah, e pra você que ainda acha que não existe racismo neste país, esses cortes aqui na minha boca e as lesões que eu tenho pelo corpo sejam prova viva”, desabafou Gael.

Desde junho de 2019, é previsto por lei que homofobia é considerado crime no Brasil. O ato criminoso é punido através da Lei de Racismo (7716/89), que hoje prevê crimes de discriminação ou preconceito por “raça, cor, etnia, religião e procedência nacional”.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!