Atual candidato a vice na chapa de Covas, Ricardo Nunes tentou suspender “Semana de Gênero” em escola

Atual candidato a vice-prefeito pela cidade de São Paulo na chapa de Bruno Covas (PSDB), Ricardo Nunes já tentou impedir que uma escola celebrasse a “Semana do Gênero”. O caso aconteceu em 2016, no colégio Amorim Lima, localizado na Vila Gomes, zona oeste de São Paulo.

Segundo reportagem do El País, o evento promovido pela diretora Ana Elisa Siqueira, que dirigia a instituição há 21 anos, traria palestras e discussões com os alunos sobre machismo, desigualdade entre os gêneros, violência contra mulheres, parto, entre outros temas. Na época, Ana recebeu um ofício assinado Ricardo questionando a realização do evento e tentando proibir que a escola realizasse a “Semana do Gênero”.

Ele não é a pessoa de direito para fazer isso. Quem poderia reclamar de qualquer coisa é a Secretaria de Educação e não um vereador“, declarou a diretora, que decidiu não suspender as atividades. “A questão de gênero tem que ser discutida, ainda mais dentro da escola e entre os jovens que têm muitos questionamentos sobre as posições de homens e mulheres na sociedade, machismo, a cultura do estupro. É maravilhoso que uma escola discuta isso“, afirmou na época a obstetriz Lucila Pougy, mãe de dois alunos da escola, em entrevista ao El País.

Em 2015, Nunes foi o responsável pelo texto que retirou a palavra “gênero” do Plano Municipal de Educação que tramitava na Câmara. Um ano antes, o mesmo havia ocorrido no Congresso Nacional, com o Plano Nacional de Educação: a palavra gênero desapareceu do texto final.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!