Papa Francisco nomeia novos cardeais, incluindo mexicano que acredita que ser gay é “contagioso”

Papa Francisco nomeou um novo cardeal mexicano firmemente homofóbico, que acredita que ser gay é um “contágio” que se espalha. Segundo informações do portal Pink News, Felipe Arizmendi é um prelado da Igreja no México, de 80 anos, que serviu como bispo católico desde 1991, e foi um dos 13 novos cardeais nomeados por Francisco no Vaticano, neste sábado (28/11).

Arizmendi é conhecido por suas visões progressistas no que diz respeito aos direitos indígenas e migrantes, e passou décadas ministrando comunidades indígenas e pobres no sul do México. No entanto, ele também é conhecido por suas visões extremamente conservadoras e homofóbicas sobre a sexualidade. Em maio de 2016, o ex-presidente do México, Enrique Peña Nieto, assinou uma iniciativa para alterar a constituição do país e legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo em nível federal.

Na época, Arizmendi disse em uma mensagem dominical que se um casal do mesmo sexo quiser viver junto, “eles são livres para fazê-lo, mesmo que moralmente não seja bem aceito”. “Chame essas uniões de casamentos iguais, coexistência conjugal, parceria conjugal ou qualquer outra coisa, mas, por favor, não as chame de casamento”, afirmou na época. A iniciativa de Nieto foi rejeitada e a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo continua a cargo de cada estado mexicano.

Arizmendi passou a descrever a homossexualidade como um “contágio” que estava se espalhando para as comunidades indígenas que ele ministrava. “Antes não existia esse problema da homossexualidade, mas hoje está ocorrendo por causa do contágio das comunidades urbanas, das universidades e da mídia“, disse ele. “Alguns dizem que ser gay é uma coisa natural. Se fosse natural, também estaria em todas as comunidades indígenas, e não está”, completou.

Já em 2010, Arizmendi também causou indignação quando culpou o abuso sexual de crianças dentro da Igreja Católica a televisão e a pornografia. “Com tanta invasão do erotismo, às vezes não é fácil permanecer celibatário ou respeitar as crianças“, afirmou o atual cardeal. “Se na televisão e na internet e em tantos meios de comunicação há pornografia, é muito difícil permanecer puro e casto”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!