Após acusações de conteúdos de estupro e pedofilia, Pornhub remove mais da metade de seus vídeos

Mais da metade de todos os vídeos no Pornhub foram removidos, depois que a plataforma mudou sua política para banir usuários não verificados. A decisão vem após uma reportagem do New York Times que descobriu que o site estava hospedando vídeos de conteúdos de estupro e pedofilia.

Os uploads agora precisam vir de parceiros de conteúdo oficiais ou membros do “Programa Modelo” do Pornhub, que requer verificação de idade para se inscrever. “Isso significa que todo o conteúdo disponível no Pornhub está verificado, sendo um requisito que plataformas como Facebook, Instagram, TikTok, YouTube, Snapachat e Twitter também devem ainda instituir”, disse o canal em comunicado nesta segunda (14/12).

De acordo com o Pink News, o número de vídeos caiu de 13.5 milhões para 4.7 milhões somente no domingo (13/12). Já na segunda, a quantidade de vídeos no ar diminuiu para 2.9 milhões. Embora o site hospede vídeos profissionais, sua função principal opera de forma semelhante ao YouTube – permitindo que os usuários façam upload de seus próprios vídeos e ganhem dinheiro com a receita de anúncios. Esses vídeos representaram a maior parte do conteúdo do site.

Ainda no comunicado, o Pornhub alegou que vem sendo “alvo” daqueles que querem proibir a pornografia de uma vez. “Nos últimos três anos, o Facebook teve denúncia de 84 milhões de material relacionados a abuso de crianças. No mesmo período, a Internet Watch Fountation denunciou 118 incidentes no Pornhub. 118 ainda é muita coisa, e estamos comprometidos em tomar as ações necessárias. Só que fica claro que o Pornhub está sendo atacado não pelas nossas políticas e como nós comparamos nossos pares, mas sim porque se trata de uma plataforma direcionada a conteúdo adulto”, disse a plataforma.

São as mesmas forças que tentaram, ao longo de 50 anos, demonizar a Playboy, o National Endowment for the Arts, a educação sexual, os direitos LGBTQ, os direitos das mulheres, e até mesmo a Associação Americana de Livraria. Hoje, está atacando o Pornhub”, finaliza o comunicado.

VEJA + PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!