Caetano revela que perdeu desejo por homens após prisão: “Fiquei com rejeição sexual à figura dos homens”

Caetano Veloso deu uma declaração polêmica ao falar sobre sua sexualidade durante a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) 2020, transmitido virtualmente neste sábado (05/12). Durante o papo, o cantor revelou que perdeu o interesse em homens, após os 54 dias em que ficou preso durante o período da ditadura militar.

Fiquei numa solitária. Depois de alguns dias sem ninguém falar comigo, deitado no chão, houve uma espécie de apagamento do meu reconhecimento de mim mesmo. Senti que Narciso estava, de fato, em férias“, afirmou o cantor de 78 anos. “O espaço muito masculino da prisão militar causou outro apagão no Narciso aqui, que foi da atração sexual e sentimental por homens. Fiquei com rejeição sexual em relação à figura dos homens, que eu não tinha“, contou ele, que ainda revelou ter se apaixonado por um amigo aos 19 anos. “Não teve história, porque ele não quis. Podia ter me casado com ele, e tenho certeza de que meus pais assimilariam muito bem.

Caetano explica também que sempre rejeitou o rótulo de bissexual. “Muitas pessoas que eu conhecia usavam essa expressão bissexual para efeitos mais inautênticos. Então eu dizia ‘Eu também não quero esse (termo)’”, contou. Recentemente, a Companhia das Letras lançou “Narciso em Férias“, livro onde o artista detalha a experiência da prisão.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!