Doeu no bolso! Fotógrafa se recusa a fotografar casamento homoafetivo e é condenada em R$ 10 mil

Em Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, uma fotógrafa foi condenada a indenizar um casal gay em R$ 10 mil por recusar a fotografar o casamento depois de se dar conta que o trabalho seria para um casal homoafetivo.

Segundo informações do portal Migalhas, a fotógrafa deixou claro, aos gritos, que não trabalharia na cerimônia pelo fato de os noivos serem gays. Foi necessário, então, contratar outro fotógrafo às pressas, o que gerou uma situação constrangedora para os noivos. Também ficou comprovado que a fotógrafa recebeu previamente o convite de casamento. Para o juízo de origem, ficou claro que a negativa de prestar o serviço ocorreu em razão de uma conduta preconceituosa. “A parte ré não negou em nenhum momento o fato controverso nos autos, qual seja, a negativa de prestar o serviço com o qual anuiu, por se tratar de casamento homoafetivo“, observou a juíza Luciana Santos Teixeira, do II ° Juizado Especial Cível.

“Não se nega que a parte ré poderia se recusar a prestar o serviço por diversos motivos, mas, no caso em comento, extrai-se o seu claro preconceito quanto a relação homoafetiva dos noivos, sendo certo que, em depoimento pessoal em audiência de instrução e julgamento, a parte ré confirmou que não prestou o serviço em razão do casamento homoafetivo e, ainda que se achou desrespeitada por não ter sido informada deste fato, o que corrobora a narrativa autoral“, completou Luciana Santos. Bem feito!

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!